03 maio 2009

o muro

vivo
florido
alado



todos querem transpassar o muro
todos querem ser mais altos que o muro


nós queremos encher o muro de

flores
cores
sabores
livre poesia


mas,

o muro é

intransponível
inabalável

o muro é

louco & doce
na medida certa


o muro foi construído corretamente
por linhas tortas
por encontros e desencontros

no bixiga
em santana
no céu
ou quem sabe até

em vidas kármicas-passadas


o muro foi construído
em noites geladas de inverno
regadas à cocaína, cerveja, maconha
noitadas, grandes viagens


mas o muro também tem suas dores
seus desprazeres
seus dissabores



se esquecem que o muro
é o deus todo poderoso da rotina
exerce poder sob todo e qualquer cidadão


o muro flui num caos desconexo de palavras
ele sintetiza
por que não
o amor


o
amor
pleno



o muro sobrevive. continua florido.



o muro é um mundo cheio de cicatrizes.




mas não deixa de ser


(onipresente)


o muro







nós somos o muro.




4 comentários:

george jung disse...

nós somos indestrutíveis
infinitos
um só


e és a melhor parte em mim


l'amour

Anônimo disse...

DOPEI!

aaluah disse...

04 Abril 2009: ótimo.




discordo com george_jung,
nós somos o muro


nós somos destrutíveis, nossa simples existência já nos condiciona ao fenecer...

isaac disse...

muito legal moça. dá pra ver que você é impulsiva e rápida, qualidades de bons poetas que os impediram de ser prosadores.